Diz Selma Batista sobre O Malefício da Mariposa tempora 2012

Estou pensando e ainda pairando na atmosfera onírica da incrível experiência de ontem à noite, quando fui assistir “O Malefício da Mariposa”, do/no AveLola… vocês não imaginam a beleza do espetáculo!!! Revi meu querido Val, conheci atrizes maravilhosas e dei aquele abraço gostoso e que estava faltando na minha amada Ana Rosa Tezza. Quando voltar a temporada… não percam! De Garcia Lorca, com texto em espanhol e português (tradução do grupo), derramando poesia…

 

Viva!!!!!!!!!!!!!!

Para borrifar emoções…

Para borrifar emoções…

Posted on 29/05/2012 by avelola

Amar ela da lua

Para borrifar emoções:
Existe algum malefício causado para a mariposa?

Creio dizer que SIM!

Oh! Pobre dos nossos corações
Casulos frios e insensatos
Que a cada ato
Vive a metamorfose
De ser inseto
E ser amor
– morte e vida –

Corpo ensopado
Alma lavada
A brecha para o desconhecido
Sombra que pesa
luz que acompanha
o som das asas brancas
a animar

É a.brindo espaço para manter o sonho vivo!

Na calmaria do jazz
(luz de vela)
Que se esvai a paixão de sonhar e viver
o amor
– –

amar.ela.da lua

Texto de Leo Moita sobre o espetáculo O Malefício da Mariposa,

produzido em 2012 pela Ave Lola Espaço de Criação

Para borrifar emoções…

Amar ela da lua

Para borrifar emoções:
Existe algum malefício causado para a mariposa?

Creio dizer que SIM!

Oh! Pobre dos nossos corações
Casulos frios e insensatos
Que a cada ato
Vive a metamorfose
De ser inseto
E ser amor
– morte e vida –

Corpo ensopado
Alma lavada
A brecha para o desconhecido
Sombra que pesa
luz que acompanha
o som das asas brancas
a animar

É a.brindo espaço para manter o sonho vivo!

Na calmaria do jazz
(luz de vela)
Que se esvai a paixão de sonhar e viver
o amor
– –

amar.ela.da lua

Texto de Leo Moita sobre o espetáculo O Malefício da Mariposa,

produzido em 2012 pela Ave Lola Espaço de Criação

GRANDE MOMENTO HISTÓRICO EM CURITIBA

avelola

Vivemos ontem um momento histórico e de muita emoção!!!

Apesar da inegável barbari que presenciamos nos dias de hoje, existem pessoas que trabalham por um mundo que nos permita sonhar!!!!

Sonhar, é o direito mais precioso do ser humano.

Temos um novo teatro em Curitiba!!! Viva!!!!!!!!!!!!!

Esse sim é um motivo para celebrar.

Nós todos: João Tezza Neto, Tatiana Diaz , Calu Monteiro, Cleber Borges, Welinton França, Laura Tezza , Janine de Campos, Helena Burmann Tezza, Alessandra Flores, Cristine Conde, Alfredo Gomes Filho, Magrão, Maria Inés Gutiérrez, Val Salles, Rodrigo Ziolkowski, Raul Freitas, Maria Eugenia Tezza e Ana Rosa Genari Tezza os convidamos à conhecer o nosso teatro: Ave Lola Espaço de Criação.

Abrimos o nosso teatro com a sensível obra de Lorca, O Malefício da Mariposa.

Todas as sextas, sábado às 21h e Domingo às 19h.

Temos sopa quentinha, vinho e um lindo espetáculo teatral esperando por vocës. Abrimos o teatro sempre uma hora antes, para que vocës possam se preparar para desfrutar do jardim de Lorca.

 

 

Ver o post original

Dona Inés e a poesia

Dona Inés e a poesia

Um vôo, livre, mas não tão alto,
como o da Gaivota e do gavião!
Um vôo mais rasteiro, ínfimo, mas não menor!
Por entre as flores e o capim, uma abelha e um cupim, algo acontece nesse jardim…
Sexta e sábado às 21:00 e domingo às 19:00
estou esperando
Inés Gutierrez

ENCONTROS INACREDITÁVEIS

A Ave Lola Espaço de Criação tem presenciado encontros artísticos incríveis!!!

Foi para isso que ela nasceu. Para o encontro. Para a Grande Arte do Teatro e para o Teatro Grande!!!!!! Para nutrir nossa alma com novos sonhos, para iluminar nossos velhos sonhos para manter-nos no prumo

Sergio Nicolai, Eve Doe Bruce, Ana Teixeira, Alexandre Mate, Fabiana De Mello e Souza, Carlos Bernardo, Vincent Mangado e JJ Lemétre.

Esses grandes artistas, essas pessoas incríveis estiveram conosco em menos de um ano. Cada um deles trouxe em sua bagagem um enorme conhecimento teatral e uma disposição inigual de compartilhar conosco.

Esses grandes artistas estiveram e contribuíram para a formação dos nossos artistas. Isso nos alimenta.

Todos profundos conhecedores de sua arte.

É magnífico ver o rio seguindo seu fluxo. Pois quando a Ave Lola nasceu, dissemos que ela viria para acolher.

Acolher sempre o desejo de ver por meio da Arte um mundo melhor. A Ave Lola nasceu para agregar pessoas, para fazer forte mais e mais valores humanos.

Para defender o Teatro como um país fundamental no Mapa Mundi.

Para enfeitar embelezar adocicar provocar associar entrelaçar acalmar e fervilhar artistas do bom teatro e todos os artistas da boa arte. Da arte que se pensa como indispensável, como lugar de reflexão e diversão.

A Ave Lola veio para a sopa o vinho e a fogueira.

Viva!!! Viva!!!!